Coronavírus: Como se previnir no transporte público


O crescimento da pandemia de Coronavírus vem trazendo receio da população e ocasionando mudança de hábitos no Brasil. A necessidade de utilizar transporte público ou por aplicativos ainda é grande por parte dos brasileiros, por isso é primordial ações para se prevenir da contaminação.

A recomendação dos especialistas é de sair de casa somente quando for necessário, evitando aglomerações e locais fechados, principalmente aqueles que estiverem no grupo de risco (idosos e pacientes com doenças crônicas).

Aqui vão algumas dicas disseminadas pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde.

Lavar as mãos

No ônibus, metrô e carros de transporte por aplicativos é comum que tenhamos que segurar em apoios e bancos, onde várias pessoas passaram as mãos por várias vezes durante o dia. Então é importante que após desembarcar que o passageiro higienize as mãos, lavando com água e sabão, esfregando por mais de 20 segundos até a altura do pulso e também esfregando entre os dedos. Se não houver a possibilidade de usar água e sabão, utilize álcool em gel, por isso é interessante manter um frasco consigo.

Evitar tocar no rosto

Devido o contato constante com apoios e bancos no transporte, as mãos podem se contaminar, e tocar o rosto, boca, nariz e olhos pode ocasionar a maioria das infecções virais, incluindo o Covid-19.

Tossir ou espirrar

A recomendação do Ministério da Saúde é que pessoas com sintomas de gripe evitem sair de casa, mas caso não seja possível, essas pessoas devem usar lenços descartáveis ou proteger o rosto na região do cotovelo ao espirrar e tossir, mesmo quando estiver de máscara.

Uso de máscaras

As máscaras estão em grande demanda no mercado, elas podem ajudar na prevenção da infecção, mas elas são mais eficientes na transmissão. E o mais importante é não utilizar a mesma máscara durante o dia, pois ela acumular os vírus durante o dia.

Evitar contato

Evitar contato em um ônibus lotado é basicamente impossível. Por isso, pacientes com sintomas gripais devem usar o bom senso e, talvez, esperar um veículo menos lotado. É muito difícil equacionar isso na nossa realidade, mas vale à pena conversar com o chefe, por exemplo, para ver a possibilidade de trabalhar em regime de teletrabalho (home office).

Abrir janelas e alçapões

Quanto menos o ar ficar restrito ao ambiente, menos concentração de micro-organismos ele terá. Por isso, é importante que janelas e alçapões do veículo estejam abertos, a fim de garantir a circulação do vento no ônibus e, assim, evitar o coronavírus.

Comer no transporte

Os micro-organismos como o coronavírus ou a influenza, que eventualmente estiverem suspensos no ar, podem cair bem no seu lanche enquanto você se alimenta dentro do transporte, espere para descer e se higienizar para comer.